Seanan McGuire

Seanan McGuire nasceu em Martinez, na Califórnia, e foi criada em uma ampla variedade de locais, a maioria deles dotada de algum tipo de vida selvagem perigosa. Apesar de sua atração quase magnética por qualquer coisa venenosa, ela, de alguma forma, conseguiu sobreviver por tempo suficiente para adquirir uma máquina de escrever, um domínio razoável da língua inglesa e o desejo de combinar os dois. O fato de não ter sido morta por usar sua máquina de escrever às três da manhã provavelmente é mais impressionante do que não ter morrido por uma picada de aranha.

Descritos muitas vezes como um vórtice de surrealismo, muitos dos casos de Seanan terminam com coisas como “e aí nós conseguimos o antídoto”, ou “mas tudo bem, porque acabou que a água não era tão profunda assim”. Ela ainda está para ser derrotada em um jogo de “Quem aqui foi picado/mordido pela coisa mais estranha?” e é capaz de se divertir durante horas com quase qualquer coisa. “Quase qualquer coisa” inclui pântanos, longas caminhadas, longas caminhadas em pântanos, coisas que vivem nos pântanos, filmes de terror, ruídos estranhos, peças musicais, reality shows, histórias em quadrinhos, encontrar moedas de centavos nas ruas e répteis venenosos. Talvez ela seja a única pessoa no planeta Terra a admitir que usou o livro Filmes de Terror dos anos de 1980, de John Kenneth Muir, como guia para marcar os filmes que via.

Seanan é autora das fantasias urbanas de October Daye e InCryptid, e de vários outros trabalhos, tanto em livros únicos quanto trilogias ou duologias. Caso isso não seja o bastante, ela também escreve sob o pseudônimo Mira Grant.

Em seu tempo livre, Seanan grava CDs de suas músicas de fã originais, ligadas à ficção científica e à fantasia. Também é cartunista, e desenha uma webcomic autobiográfica com postagens irregulares chamada “With Friends Like These...” [Com amigos assim...], além de gerar um número verdadeiramente ridículo de cartões artísticos. Por incrível que pareça, ela encontra tempo para fazer caminhadas que duram várias horas e postagens regulares em seu blog, assistir a uma quantidade doentia de programas de TV, manter seu website e ver praticamente qualquer filme que tenha as palavras “sangue”, “noite”, “terror” ou “ataque” no título. A maior parte das pessoas acredita que ela não durma.

Seanan vive em uma antiga casa de fazenda cheia de rangidos no norte da Califórnia, que ela divide com seus gatos, Alice e Thomas, uma vasta coleção de bonecas sinistras e filmes de terror, além de livros em quantidade suficiente para qualificá-la como um risco de incêndios. Ela tem crenças firmes e frequentemente expressas sobre as origens da Peste Negra, dos X-Men e da necessidade de motosserras no dia a dia.

Depois de anos escrevendo blurbs para livros de programas de convenções, Seanan adquiriu o hábito de escrever todas as suas biografias em terceira pessoa, para que soem levemente menos bobas. Ênfase no “levemente”. É bem provável que não ajude o fato de ela ter tantos hobbies assim.

Seanan foi a ganhadora do Prêmio John W. Campbell de Melhor Nova Escritora em 2010, e seu romance Feed (como Mira Grant) foi nomeado um dos Melhores Livros de 2010 pela Publishers Weekly. Em 2013, ela se tornou a primeira pessoa a aparecer cinco vezes na mesma edição do prêmio Hugo.

OBRAS PUBLICADAS

De volta para casa

DESTAQUES

Vencedor do Hugo Awards (2017)

Vencedor do Nebula Awards (2016)

Vencedor do Locus Awards (2017)

Finalista do World Fantasy Award (2017)

Indicado ao Goodreads Choice Award (2016)

Vencedor do Alex Award (2017)

CATEGORIAS

Literatura Juvenil

Fantasia

TÍTULOS PELA MORRO BRANCO

DE VOLTA PARA CASA

Seanan McGuire